Google+ Followers

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

CONTO

UM DIA DIFERENTE








Todo dia, tudo sempre igual: às 13h15min o portão se abre para a entrada dos alunos, às 13h20min a sirene desperta chamando os alunos para formar, cantar o hino nacional e fazer a oração que o SENHOR nos ensinou. Geralmente, depois da oração, um sermão daqueles, quando não, mais um comunicado de um novo trabalho sobre datas comemorativas. Na semana passada foi falado que um pelotão iria representar nossa escola na sede, mas haveria critérios para fazer parte desse pelotão. Até que é legal sair do interior para para a cidade representado sua escola. Eu nunca participei de nenhum destes trabalhos, não seria agora, né? Para mim é indiferente. hoje não poderia ser diferente? Que nada! Logo hoje? Segunda-feira!? Dia da professora "radical", respeitada por muitos, amada por outros e ojerizada por alguns. Nesse dia as meninas ficam ruborizadas quando a professora fala da maneira de vestir, a diferença da vestimenta de ir ao quiosque para a roupa de ser usada na escola. Hoje, foi tudo sempre igual até na oração, até no momento que a professora pegou na sua bolsa um jornal dizendo que tinha uma menssagem para nós, no jornal falva da implantação de um pólo siderúrgico na capital, vinda de um grupo chinês "Boastel e Vale do Rio Doce e da significação desse pólo para o desenvolvimento do Marahão e da responsabilidade dos cursos de capacitação em habilitar seus alunos, para ocupar as mil vagas que dentro de pouco mais de três anos e meio estarão disponível para a população maranhense. Para o perfil da mão-de-obra é necessário não só ser habilitado na área do saber, como trabalhar em grupo, falar mais de uma língua, de preferência o inglês, ter conhecimento, ter conhecimento em informática. Depois desta leiturs e da explicação dada pela professora, fiquei pensando: Como é que uma pessoa estuda na zona rural, filho de lavrador, pobre de gritar, poderá um dia fazer parte do quadro de funcionário de uma usina do modelo da usina de Tubarão(Minas Gerais)? É muito difícil, para não dizer impossível. Espera aí, impossível não!! Já ouvi muita história de família pobre com filhos formados, sofridos pra caramba, mas, formados e importantes. Lembrei de um médico que esteteve em nosso povoado, dizia que quando criança vendia laranja na estrada para ajudar a família e que "escapou" com manga e farinha, nada diferente de mim, e hoje ele é prefeito de sua cidade, legal, né? É, mas não é pra qualquer.

Na minha escola nem computador tem, só vejo computador em comercial na TV do vizinho. É, mas a professora disse que qualquer um de nós tem a possibilidade de ser um funcionário dessa usina siderúrgica, nome bonito, não sei o que significa, mas que é bonito de se ouvir e falar, é.Se eu falar sobre esse assunto com meu pai, ele nem vai entender, diz que é assunto pra doutor, dessas coisas realmente ele não entende.

Ontem estava na casa de um colega que está concluindo o ensino médio e tinha um grupo reunido conversando coisas de escola, prestei-me somente a ouvir, um deles falou: - Na nossa escola do ensino médio o nosso povoado é respeitado, nós fizemos o nome do nosso povoado, sempre quando as aulas iniciam os professores perguntam nas salas do primeiro ano pelos alunos que moram no Pau de Estopa. Espero que essa nova geração conserve a boa imagem do nosso povoado-. Pronto, o que tem a ver esta leitura de hoje com o que aconteceu ontem? Eu nunca fui de ficar relembrando acontecimentos. Será que é um aviso para mim? Quiça! também lembro do sonho desse amigo: - Posso até ser um engenheiro mecânico, mas um dia vou entrar em Pau de Estopa por essa estrada de ferro puxando um cargueiro, aquele barulho das rodas deslizando nos trilhos após o arranco do motor é fascinante, cara! - .É, ele já está concluindo o ensino médio, já tem uma escolha definida de profissão e com a dedicação que ele tem pelos estudos e o esforço dos pais, com certeza vai atingir seu objetivo, sempre fui abençoado até esse momento, tenho uma família com problemas, mas, honesta, tenho saúde e personalidade, isso deve ser o primeiro passo positivo para o meu futuro.

Agora é hora de parar com esses pensamentos que até agora me fizeram bem. A professora está na turma e vai começar a aula, preciso me concentrar e me preparar para o que me espera daqui a seis anos e agarrar com unhas e dentes.



Alzaí Amorim
agosto de 2003

Um comentário:

leao emerson disse...

eita, foi emocionante... eu me vi, com esses comentario, isso realmente é verdade... nao existe nada, nada, que impessa voce amigo estudande como eu, a conseguir seus objetivos a nao ser uma unica pessoa,...voce... ou seja, a pessoa que cria barreiras intransponiveis a seu ver e vc proprio... eu sou uma prova viva!!! mais mudei... sou uma pessoa perseverante e vou correr atras dos meus objetivos.. tenho muito a agradecer a duas pessoas em especial meu pai Odivan e minha mae Alzai autora desse texto com inspiração em seu filho eu!!!!! muito obg!!!

leia sobre

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
EM PAU DE ESTOPA I por Alzaí Amorim

Modelo de Procuração

Diretorio.org - Modelos de recibo, declaração, procuração, contratos, currículos, notas promissórias, etc.

Leia as postagens populares