Google+ Followers

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

PRODUÇÃO TEXTUAL

A Fome





                                                                                       A realidade de uma família :

- Ai, meu deus! Que será de nós?

Fala o pobre do nordestino com medo da peste da fome.

-Ai, meu Deus! Que será de mim?

Chamando a família para fazer uma reunião e diz:

-Vou vender meu burro, meu jegue, meu cavalo e nós vamos pra São Paulo tentar um trabalho.

São estes os lamentos de alguém que é obrigado a sair do lugar onde vive pra não morrer de fome.


Afalta de emprego e a fome andam de mãos dadas e ocasionam a mudança de muitos nordestinos para o sul do país, especialmente São Paulo. A estagnação econômica de áreas do nordeste e a pobreza consequentemente obrigsm as pessoas a migrarem.


É por que há tanto desemprego que as pessoas passam fome no nordeste, as constantes secas, o abandono e a estrutura da propriedade agrária, baseado no latifundio são os principais motivos para uma vida castigada.


Raquel Coelho, 9º ano








TRABALHO INFANTIL



Na maioria das vezes os pais vivem com sua família em barracos e favelas, sem ter o que comer as crianças e adolescente são obrigados a sair de casa para pedir esmolas na rua.

A assistente social Josiane Carvalho que realiza levantamento sobre as condições socioeconomica das crianças e adolescentes trabalhadores revelou que muitos deles ficam na orla marítma até vender toda a mercadoria que seus pais os mandam vender e aqueles que não conseguem e voltam pra casa sem dinheiro são espancados violentamente pelos pais. Para deparar com estas cenas humilhantes, basta sair de casa.

Eu sou completamente contra o trabalho infantil, porque na maioria das vezes as crianças não querem pedir esmolas, mas são totalmente exploradas e as vezes são espancadas sem ter culpa de ter um destino tão cruel. Todos têm direito de serem livres para ter uma vida normal, sem explorações.

Esta paisagem representa uma parte da minha vida, porque esse local fica dentro da minha escola, onde eu fico todos os dias. Esta paisagem da nossa querida e maravilhosa escola, não chama somente à minha atenção, mas de todos os alunos .

Roseane Ribeiro,9º ano


Nenhum comentário:

leia sobre

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
EM PAU DE ESTOPA I por Alzaí Amorim

Modelo de Procuração

Diretorio.org - Modelos de recibo, declaração, procuração, contratos, currículos, notas promissórias, etc.

Leia as postagens populares